05abr

Estudos apontam para a frequência com que os conflitos em empresas familiares impactam a gestão dos negócios. Qualquer ambiente de trabalho está sujeito aos conflitos, mas por que o impacto costuma ser maior em empresas familiares? Duas causas principais são apontadas: primeiramente, o ambiente onde família e os negócios se misturam é propício aos conflitos. Depois, estas questões não são devidamente resolvidas. Saiba mais sobre o assunto acompanhando esse artigo.

O que causa conflitos em empresas familiares?

O simples fato da empresa e da família evoluírem no tempo gera tensões. Os filhos crescem, passam a trabalhar na empresa, trazem novas ideias e provocam o status quo. Novas questões surgem e, nem sempre, a empresa ou a família estão prontas para discuti-las.

Os seguintes fatores também contribuem para os conflitos em empresas familiares:

  • a descentralização do processo decisório para envolver os novos gestores sedentos por opinar no futuro da empresa;
  • a vontade de promover mudanças que esses novos gestores trazem versus a experiência adquirida há anos pela geração anterior;
  • o fato da nova geração formar seus próprios núcleos familiares. O número de pessoas que contam com a empresa para seu sustento aumenta e, se o negócio não crescer no mesmo ritmo, os mesmos recursos terão que ser divididos por mais pessoas.

Aspectos dos conflitos em empresas familiares.

Como prevenir e resolver os conflitos?

Um dos métodos mais eficientes para evitar conflitos em empresas familiares diz respeito à discussão e à elaboração de regras que balizam a governança da empresa e os relacionamentos familiares. É para isso que servem os Acordos de Acionistas e Constituição Familiar. Mas, infelizmente, muitas empresas familiares só se dão conta da importância desses documentos quando os conflitos já estão instaurados.

Uma vez estabelecidos os conflitos em empresas familiares (ou o novelo de conflitos), existe um método universal e de grande eficácia para resolvê-los: o diálogo. Não há dúvidas de que este é o melhor meio. É preciso conversar para haver entendimento. É necessário compreender cada ponto de vista para encontrar uma solução sistêmica. O problema é que, nem sempre, conversar é possível. Quando vivenciamos conflitos em empresas familiares, a comunicação fica invariavelmente prejudicada. A dificuldade de comunicação é um dos maiores catalisadores de conflitos.

A boa notícia é que, recentemente, vem sendo desenvolvido no Brasil um método já praticado no mundo para solucionar conflitos em empresas familiares: a mediação. Uma técnica robusta e eficaz onde profissionais especializados viabilizam o diálogo e promovem o entendimento. O mediador irá retomar à comunicação entre os envolvidos e viabilizar novas rodadas de conversa e negociação. A mediação de conflitos é um dos poucos métodos onde a complexidade das relações envolvidas em uma empresa familiar pode ser devidamente abordada. Por isso, ela vem sendo cada vez mais usada.

Se você está vivendo algum conflito na sua empresa familiar e se identificou com esse artigo, entre em contato com o Tomaz Solberg. Ele é um renomado mediador de conflitos que certamente te ajudará a encontrar uma solução para os seus problemas.

Outros links úteis: mediação familiar e mediação comercial.

Agência Digital no RJ